Paroles de Ana luiza

Antonio Carlos Jobim

pochette album Ana luiza
Voir sur Itunes

sonnerie téléphone portable pour Ana luiza

Supõe ana luiza se a guarda cochila
Eu posso penetrar no castelo
E galgar a muralha de onde se divisa

O vale, os prados, os matos, os montes
As flores, as fontes, luiza

Ana luiza, eu fiz esta canção pra você
Que pergunta, precisa saber
Onde anda luiza, luiza, luiza, luiza

Por que me negas tanto assim a primavera
Se sabes que a última quimera
Existe no mundo de ana luiza

Primavera, ana luiza, teus olhos
Em que lago, em que serra, em que mar
Se oculta, escuta, luiza

Na brisa uma canção fala em você
E pergunta, insiste em saber
Onde anda luiza, luiza, luiza, luiza, luiza

Se eu te amo tanto
Quem há de resistir a todo encanto
Que existe, assiste, em ana luiza
Luiza

Ana luiza, ana luiza, ana luiza, ana luiza
Ana luiza, eu fiz esta canção pra você
Que pergunta, precisa saber
Onde anda

Les autres musiques de Antonio Carlos Jobim