Paroles de Cais de encontro

Luís Gil Bettencourt

pochette album Cais de encontro
Voir sur Itunes

sonnerie téléphone portable pour Cais de encontro
Clip vidéo

Deixa escorrer o sonho
Essa luta antiga que te percorre
Rasga sulcos de bruma
A saudade inútil, grito escondido

Pontes e rostos, não há regresso
O tempo nosso
Gestos e gentes, cais de encontro
Não há correntes

Deixa o peito ser chama
Nessa guerra fria de estar aceso
Rasga mapas futuros
O novelo cego e o perdido

Brechas e luzes, nuvens e fumo
E o som grito
Rumos e redes, a alma nua
Voa acordada

Ecos de encanto
Vertigem breve

Margens solta
Marés de agosto

(solo)

Deixa escorrer o sonho
Essa luta antiga que te percorre
Rasga sulcos de bruma
A saudade inútil, grito escondido

Pontes e rostos, não há regresso
O tempo nosso
Gestos e gentes, cais de encontro
Não há correntes

Ecos de encanto
Vertigem breve

Margens solta
Marés de agosto

Ecos de encanto
Vertigem breve

Margens solta
Marés de agosto

Ecos de encanto
Vertigem breve

Les autres musiques de Luís Gil Bettencourt