Paroles de Daniel na cova dos leões

Legiao Urbana

pochette album Daniel na cova dos leões
Voir sur Itunes

sonnerie téléphone portable pour Daniel na cova dos leões
Clip vidéo

Aquele gosto amargo do teu corpo
Ficou na minha boca por mais tempo:
De amargo ento salgado ficou doce,
Assim que o teu cheio forte e lento
Fez casa nos meus braos e ainda leve
E forte e cego e tenso fez saber
Que ainda era muito e muito pouco.
Fao nosso o meu segredo mais sincero
E desafio o instinto dissonante.
A insegurana no me ataca quando erro
E o teu momento passa a ser o meu instante.
E o teu medo de ter medo de ter medo
No faz da minha fora confuso:
Teu corpo o meu espelho e em ti navego
E sei que tua correnteza no tem direo.
Mas, to certo quanto o erro de ser barco
A motor e insistir em usar os remos,
O mal que a gua faz, quando se afoga
E o salva-vidas no est l porque no vemos.

Les autres musiques de Legiao Urbana